Se Você acompanha nos matérias certamente você já percebeu que nós gostamos de exemplares raros, tais como o Voyage Los Angeles, Saveiro BX, Voyage Sport e até o Ar-Condicionado de Fusca. Hoje o carro escolhido foi Santana Executivo, você certamente conhece o Volkswagen Santana, mas este aqui se trata de um exemplar muito raro, apenas 5000 felizes proprietários (ou patões) tiveram o PRAZER de possuir um Santana com luxo acima da média, esbanjando muito estilo e esportividade, sem perder seu conforto. O título da matéria é “De patrão” porque este era um carro para poucos, pois seu preço não era nada atrativo, ele custava 60% mais caro que um Santana GLS, até então o top de linha.1253247100859_fA Volkswagen não poupou esforços para equipar este belo exemplar, o mesmo era equipado com o Motor AP 2000 com injeção eletrônica, superior em consumo e desempenho, impressionavam pela eficiência: foi o primeiro sedan nacional equipado com injeção eletrônica. Em um até então cheio de carburadores, bastava girar a chave e o motor pegava na hora, sem engasgos, sem falhas, sem afogadores. Era um motor bem diferente dos outros, com funcionamento “liso”, marcha lenta estável e muita maciez. Havia torque abundante, com leve toque no acelerador o Santana Executivo respondia imediatamente. Este modelo ainda havia a opção do câmbio automático.Santana EX 199020106179457Internamente os famosos e tão desejados bancos Recaro em tecido navalhado ou couros uruguaios, muito confortáveis, que transmitiam muito conforto, principalmente o traseiro com descansa braço central, encostos e cinto de três pontos, direção hidráulica progressiva (padrão e referência em sua época) e com um volante de diâmetro menor; ar-condicionado; rádio toca-fitas com código anti-furto; porta fitas colocado no console; vidros elétricos e traves elétricas com dupla-ação, no qual as portas eram abertas somente quando destravadas com a chave. Conciliando com todo esse conforto, um toque de esportividade no painel de instrumentos com iluminação vermelha, como no Gol GTI.1990-SantanaEX-InteriorCom amortecedores pressurizados a gás, o Executivo transmitia uma rodagem estável, confortável e muito seguro, sendo muito equilibrado nas curvas, em um modo geral superior ao GLS, graças aos freios de discos ventilados na dianteira o modelo diminuiu bastante o fading (perda de eficiência no freio quando muito requisitado).Santana EX 1990 01201061794338Externamente o Santana Executivo se destacava pelas lanternas traseiras fumê; um aerofólio pintado na cor do carro, com brake-ligth incorporado; rodas de liga leve BBS douradas; que não agradavam á todos, motivo pelo qual passaram a ser prateadas (estima-se que aproximadamente 2000 unidades foram comercializadas com a cor dourada). Diversos detalhes em cinza substituíam os cromados nas molduras laterais das portas e nos logotipos. A grade dianteira de 3 aletas virou febre, e foi muito procurada na época por proprietários de Santanas “comuns”. santana ex 11santana ex 12santana ex 13Mesmo com todos esses atrativos o Santana ainda ficava devendo alguns itens, tais como: Computador de bordo, regulagem de altura no volante, ABS, mas isso se deve ao fato de uma politica de restrição á importação de componentes eletrônicos.

Volkswagen-Santana-EX-II

Se você gostou do nosso post e gosta de carros raros, aproveite a oportunidade e confirma a nossa matéria sobre o Chevrolet Monza Hi-Tech.

Apaixonados por carros de todos os tipos em geral, amante da cultura automotiva!